Curiosidades Tatuagens Femininas

Grávida pode fazer tatuagem? Tire todas as suas dúvidas aqui

É grande o número de pessoas que perguntam se a grávida pode fazer tatuagem. Muitas mulheres desejam fazer um desenho para homenagear a criança que está chegando, marcando definitivamente este período mágico da vida. Mas os especialistas não são muito favoráveis a esta ideia.

Médicos e especialistas apontas fatores que podem prejudicar a mãe e o bebê, afirmando que a grávida não pode fazer tatuagem. Por questões de precaução, é indicado que a mulher espere, no mínimo, 40 dias após o parto para fazer um novo desenho. Por medo de o processo prejudique a amamentação de alguma forma, algumas indicações pedem que o bebê já não esteja amamentando para que a tatuagem seja feita.

Separamos os motivos apresentados para que a mulher não faça uma tatuagem durante uma gravidez. Caso não seja o seu caso, compartilhe com pessoas que estão vivendo uma gestação. É uma oportunidade de ganhar ainda mais tempo para a elaboração de um desenho cheio de significados, que vai representar a chegada de um filho com perfeição.

Grávida pode fazer tatuagem? Veja por que não!

1. Doenças

Caso sejam usados materiais sem a esterilização necessária, pode haver alguma contaminação não só a mãe, mas também o feto de maneira direta. E isso envolve doenças mais graves, como as hepatites B, C e o vírus da AIDS. Mesmo fazendo as tatuagens em um local extremamente limpo e indicado, o risco de alguma consequência ser desenvolvida é real, visto que o bebê ainda é mais frágil a estes problemas.

2. Infecções

A grávida pode fazer tatuagem e perceber que muitos problemas pequenos aparecem na sequência. Um deles é a baixa imunidade, presente também na pele da mão. Qualquer problema desenvolvido pela agulha ou pela tinta, como uma simples alergia ou infecção, pode se tornar algo muito maior durante a gestação. E isso, claro, pode afetar o bebê de alguma forma.

3. Efeito das tintas

Fazer uma tatuagem sem saber a procedência das tintas já é perigoso normalmente. Quando se está grávida, este risco se apresenta com muita intensidade. O contato com materiais deteriorados pode gerar consequências durante a gestação, fazendo com que o feto apresente dificuldades para o desenvolvimento.

4. Formato do desenho

A grávida pode fazer tatuagem e ainda notar consequências negativas na estética. Como a pele acaba passando por transformações durante a gravidez, inclusive em seu formato, é possível que o desenho demonstre alterações após o nascimento da criança. Isso trará problemas posteriores, como a necessidade de fazer outro desenho por cima.

5. Sequência da gravidez

A área escolhida para se fazer a tatuagem pode ficar mais sensível com o passar do tempo. Por isso, durante a aplicação de uma anestesia, por exemplo, a mulher pode sentir dores na região em que foi feito o desenho. Este fato é normal, principalmente quando o local escolhido fica nas costas. Esperar a gravidez passar para se fazer a tatuagem também vai trazer menor risco de fragilidade, coisa que a mulher grávida sentirá com muito mais impacto pelos esforços que faz durante o período de gestação.

6. Cicatrização

A grávida pode fazer tatuagem e perceber alterações nos processos de cicatrização. Há uma demora muito maior, pois o corpo passa a trabalhar em outro rimo. Isso não só traz leves mudanças ao desenho que era desejado, como também pode deixar marcas na pele da mulher. Problemas como a queloide fazem com que a tatuagem torne-se arriscada neste período.

7. Impacto de medicamentos

A grávida pode fazer tatuagem e precisar ingerir uma série de medicamentos na sequência. Caso a checagem não seja feita com especialistas, é provável que muitos deles possam interferir no desenvolvimento do feto. Tenha o máximo de cuidado com todas as substâncias que precise ingerir. Fazer a tatuagem após a gravidez vai diminuir a necessidade da ingestão de muitas substâncias anti-inflamatórias, por exemplo.

8. Desenvolvimento do feto

Quando a grávida pode fazer tatuagem sem pensar nas consequências, a aplicação do desenho pode gerar uma diminuição na pressão arterial. Também são notadas mudanças hormonais, principalmente por causa das dores que são geradas pela agulha. A perfuração da pele e a inserção de tinta promovem diversas reações no corpo, tonando o ambiente corporal inquieto. Por isso, pode acontecer uma queda grande na pressão, o que faz a quantidade de sangue que chega ao feto diminuir. Pode faltar oxigênio para o desenvolvimento da criança, e isso pode gerar muitas consequências posteriores, como um atraso no desenvolvimento ou sequelas nas reações.

Tirando algumas dúvidas

Extremamente comum em diversas partes do país, a tatuagem de henna também é uma opção procurada por mulheres. Em dúvida se grávida pode fazer tatuagem, elas optam por uma coisa mais simples, que pode ser removida posteriormente. Elas podem parecer inofensivas, mas ainda é preciso manter certos cuidados.

A henna precisa ser pura e de boa procedência, e deve ser feita em um local altamente especializado. Pois este procedimento ainda traz riscos de contaminação leve na pele, o que pode se transformar numa grande alergia. Evite a mistura da henna com outros componentes químicos, pois isto pode afetar o bebê em caso de alguma reação.

Também existem casos em que grávida pode fazer tatuagem sem ter conhecimento sobre a gestação. Apesar do susto inicial, é muito provável que nenhum efeito tenha sido gerado logo no início da gravidez. É indicado procurar auxílio profissional e fazer algumas análises. Caso ainda não tenha sido iniciado o pré-natal, é mais um recurso para identificar que nenhuma doença chegou ao feto.

Tatuadores

Grávida pode fazer tatuagem? Alguns tatuadores já decidiram que não. Norteados pelo bom senso, eles querem evitar que qualquer problema posterior da gravidez seja atribuído ao desenho. Por conhecerem todas as restrições e a contra indicações, provavelmente um profissional irá pedir para que a tatuagem seja realizada só após o nascimento do bebê.

Grande parte dos obstetras e ginecologistas também são contra a ideia de que grávida pode fazer tatuagem. Os riscos estão presentes nas alterações emocionais, hormonais e do sistema imunológico. Portanto, tenha consciência dos riscos e aproveite este tempo para escolher um desenho inesquecível para homenagear o nascimento de um filho ou filha!

Faça um Comentário

/* ]]> */