Estilos de Tatuagem

Tatuagem trash polka: um caos que dá gosto de ver!

Tatuagem trash polka

Tatuagem trash polka: você já ouviu falar nessa tendência? A arte da tatuagem vem ganhando força e conquistando espaço e popularidade ao redor do mundo inteiro. Um dia alvo de preconceito, hoje a tatuagem encontra sua força motriz em uma mentalidade mais aberta e antenada.

O pioneirismo na arte de tatuar

Muito antes da tatuagem trash polka se tornar uma trend, muitos outros foram os estilos a protagonizar os avanços históricos. Embora uma parte da população desconheça, a tatuagem está longe de ser uma invenção moderna. A tatuagem é uma invenção datada antes de Cristo, mais especificamente na Idade do Cobre. Esse registro milenar foi encontrado em um cadáver congelado no ano de 1991, mas seu corpo tatuado remonta a pelo menos 3.300 anos antes de Cristo.

Acredita-se que essa técnica, até então pioneira, tenha sido possível através de cortes abertos na pele e posteriormente friccionados ao carvão. Entretanto, após estudos minuciosos e exames de raio x, os especialistas fizeram uma descoberta surpreendente a respeito das linhas tribais tatuadas nas regiões dos punhos, pés, joelhos, tornozelos e costas do cadáver.

De acordo com a degeneração óssea em cada uma das áreas gravadas em carvão, a tatuagem, na Idade do Cobre, não tinha o fim de embelezamento artístico e estético. Ainda segundo os especialistas, a finalidade da técnica era medicinal, uma espécie de tratamento terapêutico para aliviar as dores.

Foi apenas com os avanços da civilização que as tatuagens passaram a receber novos conceitos e ressignificações. Estipula-se que em 2000 antes de Cristo, dançarinas egípcias de funerais já apresentassem as mesmas tatuagens de riscas, pontos e traços identificados em múmias femininas. Indo um pouco mais adiante, nota-se igualmente o surgimento de tatuagens em tributo, homenagem ou superstição à deusa da fertilidade egípcia: Bes, responsável também pela proteção dos lares.

Acredita-se que parte da má reputação da arte tenha surgida na época dos antigos romanos. Nessa época, enquanto alguns povos adornavam seus corpos com desenhos, os romanos acreditavam em uma pureza na forma humana. As tatuagens, nesse contexto, eram reservadas unicamente aos condenados e aos criminosos. 

A tatuagem na atualidade

Como conhecemos nessa breve história, a tatuagem é uma arte antiga, que conheceu diversas interpretações de acordo com cada época e cada povo envolvido. Com seu crescimento estrondoso nas últimas décadas, cada vez mais tatuadores procuram singularizar seus trabalhos. Uma variedade de estilos vem sendo reformados, ganhando uma nova roupagem e imprimindo um estilo próprio na arte. Essa fusão pode ser observada na tatuagem aquarela, inspirada nas conhecidas pinturas, ou até mesmo no pontilhismo. Agora, as artes se entrelaçam e encontram um novo meandro no estilo de tatuagem trash polka.

A tatuagem trash polka

Talvez você ainda não tenha ouvido falar na tatuagem trash polka, mas você com certeza já se deparou com ela na rua e na internet. Esse estilo reformista e inovador vem ganhando seguidores e adeptos ao redor do globo devido à sua identidade única.

Os responsáveis pela criação do estilo de tatuagem trash polka são dois artistas da Alemanha, responsáveis pelo estúdio Buena Vista Tattoo Club. Os pais do estilo atendem pelos nomes de Volko Merschky e Simone Plaff. Juntos, os dois criaram um “culto” artístico tão influente que muitos adeptos só consideram uma tatuagem trash polka legítima quando realizada por um dos inventores.

O estilo trash polka

Segundo os criadores, o estilo de tatuagem trash polka envolve uma mescla caótica de pichações, cidades em destroços e outras paisagens cotidianas. O conceito aposta num estilo desordenado e ligeiramente abstrato ao empregar frases e palavras ao desenho principal. Esse visual descolado e bad boy vem em apenas duas cores: a essência da tatuagem trash polka está em combinar tintas nas cores preto e vermelho. A tatuagem cria profundidade e um aspecto “vazado” ao manter alguns espaços sem tinta ao longo da pele, criando assim somente “molduras”. Por incrível que possa parecer, o estilo não foi estruturado ou super desenvolvido. Sua criação por parte dos inventores foi mais instintiva, chegando em um resultado surpreendentemente artístico.

De acordo com próprio inventor, Volko Merschky, a tatuagem trash polka combina o estilo “trash”, ou “lixo”, com tecnologia, realidade, abstração, presente, passado e futuro. A arte trash polka procura equilíbrio e harmonia jogando com opostos anárquicos e indefinidos.

O trash polka pode ser tatuado por outros artistas?

Embora existam alguns adeptos mais fanáticos, que só admitem o trash polka quando desenhado pelas mãos dos inventores, os próprios desconversam a exclusividade. Volko e Simone são categóricos em afirmar que a arte deve ser inspiradora e se desenrolar, criando novos estilos próprios. Afinal, nem mesmo Volko e Simone sabia que estavam criando um novo estilo de tattoo ao inventar a trash polka. Para os criadores, a trash polka é bem vinda para os demais artistas que se sentirem inspirados pelo estilo.

De onde vem e qual o significado do nome “trash polka”?

Após conhecer mais sobre esse belíssimo “acidente de percurso” da arte, você debe estar se perguntando de onde surgiu esse curioso nome. A tatuagem trash polka, criada por Volky e sua sócia Sumone em Würzburg, carrega no nome a identidade de seus percursores.

A nomenclatura surgiu no século retrasado, mais especificamente em 1859, em uma peça de Johann Strauss II intitulada “Tristch Tratsch Polka”. A música de Johann é muito admirada pelos artistas tatuadores, que costumam escutá-la durante suas sessões no estúdio de tattoo.

Essa veia artística irreverente e original divide opiniões, como muitas das inovações ao longo da história. A expressividade do estilo prova que não existe meio termo: há aqueles que amam, e há aqueles que odeiam. Certamente, a trash polka não contempla todos os estilos. Sua agressividades e ousadia estética não agrada a todos os públicos. Em contrapartida, seu público alvo se mostra cada vez mais numeroso. Os traços abstratos e chapados, em tinta vermelha e preta, mistura splashes atrevidos e uma personalidade forte. É muito procurada por tribos mais alternativas, descoladas e ligadas em tecnologias, arte e tendências. Se podemos afirmar algo sobre esse caótico estilo, é que ele é feito para quem tem estilo.

Fotos de tatuagens trash polka

Faça um Comentário

/* ]]> */