Tatuagens Femininas Tatuagens Masculinas

Tatuagem pai e mãe nunca sai de moda: veja essas ideias

Existem mil maneiras de se prestar uma bela e emocionante homenagem aos pais, mas para você que ama tattoo, há alguma que possa ser mais especial que fazer uma tatuagem pai e mãe? Ela literalmente deixa marcas, como deixa marcas profundas a relação entre pais e filhos.

Qual é a ocasião ideal para fazer uma tatuagem pai e mãe?

Você pode até aproveitar uma data comemorativa institucionalizada para presentear seus pais com a sua linda e original homenagem, mas hoje em dia o sentido dessas datas está tão contaminado pelo apelo comercial, que talvez não seja a opção mais interessante.  Aliás, qual data comemorativa você escolheria, já que existe uma para homenagear a mãe, outra para homenagear o pai e nenhuma para homenagear a ambos simultaneamente?

Com a data de aniversário acontece a mesma coisa: o aniversário de um não é o aniversário do outro. Uma data especial para a homenagem pode ser o aniversário de casamento de seus pais, ou então o seu aniversário, você que é fruto da união dos dois. Você está de casamento marcado? Pois o dia do seu casamento pode ser uma ocasião especialíssima para homenagear seus pais.

Enfim, é você e mais ninguém que vai saber escolher a ocasião ideal para fazer a homenagem. Ocasiões ideais serão todas aquelas em que houver a oportunidade de afirmar, reafirmar, fortalecer ou retomar os laços de união e harmonia dentro da família, não só entre pais e filhos, mas também entre filhos e até entre pais.

Abrindo um parêntese: de onde vem a tradição do dia das mães e do dia dos pais?

Embora existam referências antigas a celebrações em homenagem a pais e mães, essas datas comemorativas na forma como as conhecemos surgiu há relativamente pouco tempo, nos Estados Unidos do início do século XX, por iniciativas individuais isoladas, que depois se propagaram.

O dia das mães surgiu a partir da jovem Anna Jarvis, da cidade de Grafton na Virgínia Ocidental. Em maio de 1905, sua mãe, Ann Marie Reeves, veio a falecer. Ann Marie foi uma ativista, que lutou muito no combate à mortalidade infantil através da melhoria das condições sanitárias da época,  além de ter tratado soldados feridos durante a guerra civil americana e de ter incentivado as mulheres a um papel mais ativo na política.

Em maio de 1908, Anna reuniu outras mulheres e organizou um culto na Igreja Metodista para homenagear as mães. Autoridades locais gostaram da ideia e a partir de 1910 a data foi oficializada no estado da Virgínia Ocidental. Em 1914, o presidente dos Estados Unidos, Wodrow Wilson instituiu o segundo domingo do mês de maio como o dia das mães em todo o país.

Já o dia dos pais teve origem na iniciativa de Sonora Louise Dodd, uma menina de Washington que quis prestar uma homenagem a seu pai John. A esposa de John, mãe de Sonora, faleceu em 1898, ao dar à luz o irmão caçula de Sonora. Sozinho,  John então criou os seis filhos de forma impecável.

Sonora decidiu fazer a homenagem na data de aniversário do pai, 19 de junho. Em 1924, o presidente dos Estados Unidos Calvin Coolidge deu seu apoio para que a data fosse adotada em todo o país. Em 1966, finalmente, o presidente Lyndon Johnson oficializou o terceiro domingo de junho como dia dos pais. Isso mesmo, nos Estados Unidos, o dia dos pais é em junho e não em agosto.

No Brasil, o segundo domingo de maio foi oficializado como dia das mães em 1932, pelo presidente Getúlio Vargas. O dia dos pais foi instituído em 1953, copiando a ideia surgida nos Estados Unidos, mas adotando o mês de agosto em homenagem ao dia de São Joaquim, que simboliza o patriarca da família na tradição católica.

Interessante notar que na sua origem, essas datas não tinham nenhum apelo comercial. O tempo e os interesses se encarregaram de injetar-lhes um sentido econômico.

De volta à tatuagem de pai e mãe: que “cara” ela pode ter?

Há infinitas formas de se fazer uma homenagem aos pais em uma tatuagem, mas algumas se tornaram consagradas. Por exemplo, entre os símbolos mais utilizados em uma tatuagem de pai e mãe estão:

  • corações: uma evidente referência ao amor que os une;
  • o símbolo matemático de infinito: uma bem pensada referência à eternidade, ao mesmo tempo em que o símbolo em si lembra laços ou elos inseparáveis;
  • uma coroa: referência à autoridade que os pais naturalmente exercem sobre os filhos;
  • flores: sempre uma expressão de beleza.

Além dos símbolos, a tatuagem costuma ser complementada por textos. Muitos tatuam as palavras “Pai” e “Mãe”, mesmo. Outros tatuam o nome do pai e o nome da mãe. Há quem coloque a letra inicial do nome do pai e a letra inicial do nome da mãe. Há quem acrescente frases ou palavras. E há quem substitua símbolos e imagens por frases ou palavras.

Onde fazer a tatuagem pai e mãe?

Uma tatuagem pai e mãe cabe em várias partes do corpo: nos braços, nas mãos, nas pernas, nos pés, nas costas, nos ombros, no peito, na nuca, enfim, opções não faltam.

Um efeito interessante é obtido com tatuagens que se complementam (ou se subdividem, como queira). Por exemplo, colocar a referência à mãe em um braço e a referência ao pai no outro. Efeito semelhante pode ser feito nas pernas, nas mãos ou nos pés.

Algumas ideias de tatuagem pai e mãe

E agora, como passar tudo isso para a pele?

Agora que você já pinçou algumas ideias sobre tatuagem pai e mãe, saiba tudo o que é importante para se tatuar sem medo de ser feliz. Siga os seguintes passos:

  1. Informe-se sobre como tomar a decisão de fazer a tatuagem e o que fazer caso você venha a se arrepender dela.
  2. Avalie os riscos que a tatuagem pode trazer para a saúde e quais são os cuidados que devem ser tomados.
  3. Saiba como tratar a pele após a realização da tatuagem.

É o seu filho ou filha que está querendo te homenagear com uma tatuagem pai e mãe? Saiba como abordar essa situação.

Faça um Comentário