Tatuagens Femininas

Estilo e beleza na tatuagem de mandala

O padrão intrincado de linhas e, por vezes, de cores, faz da tatuagem de mandala visualmente apelativa. Mas saiba que, além de muito bonito, o símbolo tem um significados antigos e profundos que remontam ao século VIII antes de Cristo.

Se quiser saber mais sobre a tatuagem de mandala, continue lendo o nosso texto e conheça mais sobre a história e o lado místico por trás do estilo.

Um símbolo multicultural

Na língua sânscrita, nativa do Nepal e da Índia, a palavra Mandala significa basicamente círculo ou câmara. Porém, o termo foi adotado de forma genérica para definir um padrão geométrico circular com outras formas concêntricas para diagramas que não são originários apenas destas áreas.

Isto porque, possivelmente inspirados pela natureza, povos de todo o mundo criaram suas próprias mandalas. E mesmo que sejam de culturas muito distintas, elas frequentemente têm significados muito semelhantes.

Se você está pensando em fazer uma tatuagem de mandala, acompanhe a seguir o significado que o símbolo pode ter para alguns povos e culturas.

Calendário Maia

A cultura mesoamericana, por exemplo, não teve contato com a indiana por muitos séculos. Ainda assim, a construção do calendário Maia obedece os mesmos padrões das mandala indianas. Além da clara contagem do tempo, a intenção dos Maias era representar o conceito temporal de forma cíclica, de acordo com seus deuses e crenças.

Segundo o dogma Maia, este mundo e os habitantes dele não seriam únicos e periodicamente haveria a necessidade de renovação.

O fim de cada ciclo Maia poderia representar a destruição do mundo como conhecemos. Por isso o calendário Maia gerou algum burburinho em 2012: era o fim de um dos ciclos e poderia representar o fim do mundo como conhecemos.

Calendário Asteca

Com muitas semelhanças ao calendário Maia, o calendário Asteca também foi desenvolvido em forma de Mandala.

Assim como o dos colegas mesoamericanos, o calendário Asteca, também conhecido com Pedra do Sol, tinha cunho religioso e agrícola e representava os ciclos e a renovação.

Budismo

O budismo é uma das fontes mais populares das mandalas. No Tibete e no budismo japonês, ela é uma espécie de ferramenta que serviria para ajudar a atingir alguns dos estágios mais profundos da meditação.

Elas também são diagramas rituais que podem representar mantras ou encantamentos de significados específicos de acordo com os desenhos exibidos.

Hinduismo

Na cultura hindu, mandalas representam o espaço sagrado e a presença divina no centro do mundo. Seguem geralmente o padrão Vastu Purusha, mas também podem ser dedicadas a Prithivi, Shiva e Brahma.

Os desenhos são criados com muito cuidado em superfícies móveis com areia colorida que, após dias de trabalhos e rituais, é atirada em um rio para purificação.

Taoismo

Na cultura do leste asiático, sobretudo a chinesa, as mandalas também são muito populares. Seu símbolo mais difundido é o já tradicional Yin-yang que representa a dualidade essencial de inúmeras coisas. Vida e morte, noite e dia, passado e presente, som e silêncio, entre outros.

Psicologia

Na psicologia a mandala foi adotada por Carl Gustav Jung, que criou o conceito de psicologia analítica.

No ponto de vista da psicologia junguiana, a mandala é utilizada para representar a amplitude psíquica e cada uma de suas camadas tem um significado específico:

  • A camada exterior representa o inconsciente coletivo, que seria tudo o que nos rodeia como sociedade e nossas memórias ancestrais.
  • A camada do meio representa o inconsciente próprio, que são nossas vivências como indivíduos
  • A camada central representa o ser, que é a essência pessoal de cada um

Cristianismo

O cristianismo, principalmente através do catolicismo, agregou diversas outras culturas ancestrais quando começou a se solidificar. Muitas das comemorações do calendário cristão foram sutilmente emprestadas de calendários pagãos.

O uso da mandala não é uma exceção. O símbolo se tornou recorrente principalmente na arte sacra, através dos halos e aréolas e na arquitetura de grandes catedrais, através de rosáceas e mosaicos.

Durante o período gótico acreditava-se que os padrões geométricos e as cores das rosáceas ajudavam na elevação espiritual e a ligar o homem ao divino.

Cultura Maori

A  tatuagem de mandala é parte das tradições deste povo nativo da Nova Zelândia. Seus desenhos são muitos e podem ter distintos significados espirituais. A diferença principal das mandalas maori para as cristãs, hindus ou budistas é que originalmente são traçadas em apenas uma cor.

Celtas

A cultura popular costuma ligar os celtas à magia e bruxaria. Triskles, por exemplo, tem a mesma representação cíclica e simétrica das mandalas. Pode representar as três faces da deusa, as três fases da vida, entre outros. O triskle é inclusive uma   tatuagem de mandala  bastante popular, assim como os nós celtas e a Árvore da Vida.

Na natureza

Conforme citado anteriormente, acredita-se que a natureza foi a responsável para que povos tão distintos desenvolvessem suas próprias mandalas.

O padrão geométrico e cíclico pode ser encontrado no interior de frutas, como o Kiwi; Em flores, como rosas, a flor de lótus e girassóis; Em pingos de chuva e flocos de neve; Nas espirais de conchas do mar ou de caramujos; No crescimento de verduras como repolho ou alface; No crescimento e desenvolvimento de anêmonas no mar, entre outros.

De acordo com a observação de fenômenos naturais, portanto, diversos povos teriam desenvolvido sua própria crença espiritual.

Famosos com tatuagem de mandala

Os famosos também adoram desenhos no corpo, principalmente quando, além de estilo, eles trazem algum significado. Listamos aqui algumas celebridades que já exibiram por aí a  tatuagem de mandala.

  • Dwayne Johnson, também conhecido como The Rock tem diversas mandalas maori tatuadas entre o peito e o braço esquerdo.
  • Zayn Malik, ex-membro da boyband One Direction tem uma mandala tatuada no antebraço esquerdo.
  • A atriz e cineasta Asia Argento tem diversas tatuagens pelo corpo, incluindo mandalas em ambos os braços.
  • A cantora e apresentadora Luiza Possi tem uma tatuagem de mandala na canela esquerda.
  • A ex-BBB Natalia Casassola tem uma mandala tatuada ao redor do cotovelo esquerdo.

Considerações finais

Além de estilosa, a tatuagem de mandala pode representar a ligação entre o seu eu interior e o universo. É um símbolo de tradições milenares, muito bonita visualmente e que pode ser adaptada a diversos gostos e significados.

E você, já escolheu a sua tatuagem de mandala? Conte para nós nos comentários!

Veja também:

Leave a Comment