Cuidados

Cuidados com tatuagem na praia

Cuidados com tatuagem na praia

Se você é veterano quando assunto é tatuagem ou está pensando entrar no mundo da arte corporal, deve saber que o sol é um dos grandes vilões para a saúde da pele e para a preservação da boa estética da tattoo, certo? Se não tem ciência é bom começar a ter, pois pode correr grande perigo, se for descuidado. Se está pensando em pegar um bronze na areia é essencial tomar alguns cuidados com tatuagem na praia.

Mas porque o sol é o vilão, quais os cuidados que se deve ter, é proibitivo frequentar a praia quem tem tatuagem?

Responderemos todas essas dúvidas sobre cuidados com tatuagem na praia a seguir.

Prossiga na leitura para saber dos cuidados com tatuagem na praia.

Confira!

O sol como vilão

Entenda, o sol não deve ser encarado como uma praga dos deuses (sem ele o que seria da espécie humana?) e nem como elemento inofensivo. Os benefícios e nocividades que proporciona está condicionado ao comportamento humano, o quanto contribuímos para que seus raios cheguem com mais potência na Terra, quanto tempo ficamos expostos sob esses raios e o que fazemos com a pele de nosso corpo.

Uma tatuagem é símbolo de várias virtudes, de expressão artística, de transmitir conteúdo, de melhorar a autoestima, de simbolizar momentos de transição, de relembrar continuamente aprendizados e eventos importantes, mas é também uma ferida.

Do ponto de vista dermatológico, clínico, é assim que é encarada e é uma percepção que não é falta de sentido. Tudo que é compensador exige um custo e no caso de tatuagem é desgastar o tecido da epiderme, provocar pequenas lesões que necessitam de proteção especial e tempo para regenerar, cicatrizar.

As lesões que uma tatuagem causa na pele são equivalentes a uma queimadura de segundo grau.

Agora pense conosco neste post de cuidados com tatuagem na praia:

Expor uma região da pele que está lesionada com algo muito similar a uma queimadura de segundo grau a elemento que também pode provocar queimadura, ainda que em menor intensidade, é uma boa ideia?

Claro que não, essa exposição além de prejudicar, retardar a cicatrização da tatuagem ainda pode ocasionar inflamações, aprofundamento da lesão o que evidentemente vai piorar o quadro e ainda prejudicar o visual da tattoo, não que seja mais importante do que a saúde da sua pele que vai ficar seriamente comprometida.

Mas estamos falando dos perigos de tatuagens recentes, mas e se a sua for antiga, há algum risco?

Cuidados com tatuagem na praia

Tatuagens antigas

Bom, toda pessoa que se submeta a prolongada exposição ao sol, horas a fios de maneira rotineira está sujeita a desenvolver doenças de pele, câncer sendo a situação mais grave. No caso das pessoas com tattoo esse risco aumenta, se se submeter a tal condição, devido a região tatuada, pelo desgaste sofrido, ficar mais sensível, menos resistente.

E o há o fator estético. Mesmo que não venha a desenvolver enfermidades, a exposição ao sol sem os devidos cuidados ocasiona o desbotamento precoce da tatuagem e o envelhecimento da pele, o que sem dúvida gera transtorno para quem gosta de exibir suas tattoos.

Mas quais são os cuidados com tatuagem na praia que se deve ter?

Estamos falando de praia, mas entenda que vale para qualquer exposição ao sol em geral. É que na praia, piscina, os riscos são maiores por ser uma exposição espontânea incentivada por prazeroso entretenimento, o que pode fazer com que as pessoas se esqueçam, ou relevem, de medidas preventivas, se “empolguem”, e pelo contato com a água.

Água não é um problema em si, pelo contrário, é ótima para hidratar a pele e o contato deve ser diário, no entanto complica quando se trata de água salgada, pois agride a pele, o que não é nada positivo para os casos de fase de cicatrização, e água contaminada, seja por produtos químicos, como cloro, comum em piscinas, ou poluição provocada por descaso humano.

Isso é importantíssimo para os que têm tatuagens recentes: água contaminada é um imenso perigo a sua pele, lembre-se que está andando com uma “ferida aberta”, ter contato com substâncias nocivas ao nosso organismo logicamente irá trazer mais problemas, inflamações, infecções, alergias, enfim, tem potencial de zoar muito a sua vida.

Por isso é recomendável que fique ao menos um mês longe de praia, piscina, rios etc, e de longa exposição ao sol.

Se já passou da fase de cicatrização, segue outros cuidados com tatuagem na praia:

  • Sempre use protetor solar de fator elevado ao menos meia hora antes de ficar de shortão ou sunga na praia;
  • Lembre-se de repassar o protetor a cada duas horas;
  • Sempre que sair da água, passe o protetor solar.

São essas as três dicas de cuidados com tatuagem na praia de ouro. Seguindo essas práticas evitará o desbotamento e o envelhecimento precoce da pele.

Mas há ainda outra dica de ouro, especialmente se está pensando em fazer uma nova tatuagem.

No verão ou inverno?

E lendo este post de cuidados com tatuagem na praia e notando os perigos do sol talvez tenha pensando: “a melhor época, então, para fazer tatuagem seria no inverno?”.

Achou certo otá… não… quer dizer… sim.

“Mas não dó mais?”.

Dói, mas acredite vai doer muito mais se você tiver complicações por causa de sol ou contaminação. No inverno esses riscos diminuem consideravelmente por questão óbvia, menos sol forte, menos calor, praia só maluco. E fazer tattoo no inverno ainda tem a vantagem de quando chegar a época do verão, a sua tatuagem provavelmente já estará cicatrizada, com alguns meses, o que não te impedirá de curtir o banho de mar ou de piscina.

Cuidados com tatuagem na praia

Considerações finais

O mal que o sol pode proporcionar a saúde de nossa pele está condicionado ao comportamento, hábitos dos humanos. Tatuar o corpo equivale a se submeter a uma queimadura de segundo grau, deixando a pele mais sensível e sujeita a enfermidades se não receber atenção especial principalmente nas primeiras semanas pós-procedimento.

Os cuidados com tatuagem na praia a se tomar são:

  • Evitar praia ou piscina no primeiro mês pós-tatuagem;
  • Passar protetor solar de fator elevado meia hora antes de se expor na praia;
  • Repassar o protetor a cada duas horas;
  • Usar novamente protetor solar a cada saída da água;
  • Não se expor por tempo prolongado aos raios solares.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie.

Seu apoio é muito importante para nós.

Leia mais de nossa sessão de curiosidades.

Faça um Comentário

/* ]]> */